Skip to Menu Skip to Search Contact Us Brazil Websites & Languages Skip to Content

O APQP é conhecido por muitos, principalmente aqueles que trabalham na cadeia automotiva.

Mas conseguir a implementação plena do APQP não é tarefa tão simples. Muitas reuniões são canceladas por falta de quórum. A Direção dificilmente participa das reuniões de acompanhamento, e esse comportamento é seguido por outros profissionais.

Mas qual a importância do APQP. Vejamos:

  • É importante desenvolvermos um produto com foco nos requisitos do Cliente?
  • É interessante direcionar os recursos (dispositivos, controles, ensaios, etc) naquilo que afeta o Cliente/usuário?
  • É importante ter um processo de comunicação eficaz durante o desenvolvimento do produto?
  • Ter um tempo de desenvolvimento menor reduz os custos da minha empresa?

Se você respondeu sim para todas as perguntas, então chegamos à conclusão de que o APQP realmente é de fundamental importância. Agora como passarmos essa mensagem á Direção? Talvez a melhor forma seja você mostrar a Direção os “custos da qualidade” de sua empresa. Custos com falhas internas, custos com falhas externas, custos ocultos (ex. perda de imagem). Essa linguagem é bem entendida por qualquer Diretor.

Ao apresentar tais resultados, você precisa também ter consigo a solução para a redução de tais custos. Aí entra o APQP e as ferramentas da qualidade. Existem também diversos estudos que mostram que para cada dólar investido em prevenção, uma organização deixa de gastar 7 ou 8 dólares na correção. Esse trabalho de conscientização e convencimento faz parte do trabalho do homem da qualidade, já que este tem como função básica ser um agente de mudança.

Etapas fundamentais para estruturar um APQP:

  • Comprometimento da Direção
  • Treinamento da equipe
  • Estruturação de procedimentos
  • Formalização de registros (avaliação de riscos, avaliação de ferramentais, instalações, etc.)
  • Cronograma incluindo reuniões periódicas
  • Bons indicadores de monitoramento

Boa sorte!