Skip to Menu Skip to Search Contate-nos Brazil Sites e Idiomas Skip to Content

Credenciada pela CGCRE (Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro) como um Organismo de Certificação (CB) para componentes automotivos, a SGS traz até informações importantes sobre os prazos de produção e comercialização  das autopeças, segundo as portarias do Inmetro. Fique por dentro e se assegure de cumprir os prazos para obter a certificação em tempo hábil. Desde junho deste ano, as baterias comercializadas no Brasil precisam apresentar o selo, que já era exigido para a produção e importação desde 18 de junho de 2013.

Já componentes automotivos como  amortecedores da Suspensão. Anéis de Pistão, Bomba Elétrica de Combustível para Motores do Ciclo, Otto, Bronzinas, Buzina, Pinos e Anéis de Trava (Retenção), Pistões de Liga Leve de Alumínio e Lâmpadas, produzidos/importados desde janeiro de 2013  precisam do selo. Agora a compulsoriedade se estendeu também para sua comercializados a partir de 21 de julho deste ano, de acordo com a Portaria 301/2011.

Para os próximos meses a compulsoriedade será aplicada  também para a comercialização de  rodas, que de acordo com a   Portaria 362/2011 (revisão da Portaria 445/2010) deverão apresentar o selo a partir de 1 de janeiro de 2015. O mesmo vale para bombas de combustível elétrica para Ciclo Otto (Portaria 16/2013), que deverão assegurar a presença do selo, a partir de  25 janeiro de 2015; e para vidros automotivos, que de acordo com a Portaria 156/2009 (vidro de segurança temperado) e Portaria 157/2009 (vidro de segurança laminado) deverão estar certificados também para a comercialização a partir de 5 de dezembro deste ano.

Para terminais e barras de direção, barras de ligação e conjuntos axiais, a Diretoria de Avaliação de Conformidade no Brasil (DCONF) supervisionou a introdução do regulamento e a sua implementação, se fará de acordo com a Portaria 268/2013. Assim todos esses produtos que forem produzidos/importados deverão estar certificados a partir de 29 de novembro de 2014, e comercializados com o selo a partir de 29 de maio de 2016.

Já os materiais de fricção de freio para veículos rodoviários produzidos aqui no país ou importados, deverão estar em conformidade com a Portaria 55/2014  a partir de 30 de janeiro de 2016. Para a comercialização, a exigência vale a partir de 30 de junho de 2017.

O objetivo dessas medidas e aumentar a segurança do consumidor, e também levar ao aperfeiçoamento dos produtos existentes no mercado. Não há dúvidas que em médio prazo, quem também ganha com isso é o próprio país, que melhora seus níveis de competitividade e oferta de produtos de maior valor agregado.

Para saber mais sobre o serviço de certificação Inmetro da SGS, entre em contato.