Skip to Menu Skip to Search Contate-nos Brazil Sites e Idiomas Skip to Content

Em 2014, a NR 13 passou por uma minuciosa revisão para atender algumas demandas latentes advindas tanto por parte dos empregadores, que têm como um dos principais motivos o número excessivo de RGI (Risco Grave e Iminente) em suas instalações em situações que não comprometiam a segurança da unidade industrial, quanto por parte da esfera governamental, envolvendo sindicatos e trabalhadores que entendem que deve-se controlar todas as tubulações independente de fluido e dimensões.

Com base nesses motivos as maiores conquistas com a atualização da NR 13 foram:

  • O aceite do governo em limitar a 6 o número de itens prescritivos de RGI, dificultando assim, os autos de interdição;

  • Também a eliminação da obrigatoriedade de Testes Hidrostáticos para fins de inspeção de segurança, sendo o mesmo definido pelo Profissional Habilitado;

  • As tubulações de fluidos de classes A ou B foram incluídas no escopo da NR 13;

  • A remoção de trocadores de calor por placas gaxetadas, não fazendo mais parte do escopo.

Contudo, um dos maiores impactos da revisão da norma é o envolvimento dos Sindicatos nas investigações de acidentes, também a inclusão das tubulações e a exigência da elaboração de um plano de ação para os desvios detectados pelas inspeções periódicas.

Pedro Lopes Diaz

Industrial Services - Departamento de Soldagem e Inspeções
Inspetor Técnico de Qualidade