Skip to Menu Skip to Search Contate-nos Brazil Sites e Idiomas Skip to Content

E os processos? Qual a sua importância para o desenvolvimento das organizações?

Como eles têm sido tratados? Nós os dominamos?

O que é gestão por processos? O que é dominar um processo?

Processos como geradores de conhecimento que é a chave para o crescimento a inovação e a competitividade.

Há muito acredito que se uma empresa se empenhasse na identificação dos seus processos de produção e gerenciais, na determinação da sequência e interação desses processos, na sua documentação para assegurar uma compreensão homogênea em toda a organização, na definição de parâmetros de operação e critérios de monitoramento, ela estaria no caminho certo para o crescimento, a inovação e a competitividade.

O que temos assistido ultimamente é que o mundo está, cada vez mais, caminhando para um estado dinâmico de crescente complexidade. Crescente, também, é a velocidade com as transformações estão acontecendo. O volume de informações disponíveis é cada vez maior, e as distâncias cada vez menores ou inexistentes, induzindo a uma troca de informações sem precedentes.

No mundo empresarial a intensidade dos impactos dessas transformações e o modo como são absorvidos pelas empresas varia em função de diversos parâmetros como porte, segmento em que atua, região onde está inserida, público alvo de suas políticas, e o comportamento da concorrência.

O mundo empresarial tem passado por transformações profundas. São novas tecnologias e modelos administrativos, com o uso maciço de ferramentas digitais provocando condutas inovadoras no âmbito da gestão empresarial e exigindo graus de capacitação cada vez mais elevados. As grandes corporações têm, aparentemente, acompanhado essa evolução, já que têm condições para arcar com os custos inerentes.

Nas organizações de menor porte, observa-se que têm faltado processos gerenciais capazes de absorver tal volume de inovações na gestão empresarial, mesmo quando não faltam recursos financeiros para a implantação de sistemas gerenciais.

Os “softwares” de gestão podem, de fato, transformar uma organização. Podemos perguntar, entretanto, se não seria melhor, ou mais barato, a organização, primeiro dominar os seus processos de produção e gerenciais, e depois implantar um sistema gerencial. No mínimo, o custo da customização seria menor e a implantação do sistema mais rápida.

E o que é “dominar” um processo?

Significa conhecer quem são seus fornecedores, de quem recebe matéria prima e insumos, e seus clientes, aos quais entregará um produto específico, resultado do processamento realizado.

Significa manter sempre o objetivo de entregar ao cliente o produto por ele especificado.

Significa, também, conhecer em detalhe a sequência e a ordenação das ações que compõem esse processamento, e que podem envolver diferentes níveis hierárquicos dentro da organização.