Skip to Menu Skip to Search Contate-nos Brazil Sites e Idiomas Skip to Content
Olá!

Sabemos que com o lançamento da versão 2015 da ISO 9001, muito tem se falado sobre as adequações que a organização precisa implementar em seu Sistema de Gestão da Qualidade.

Podemos afirmar que esta versão da ISO 9001 buscou enfatizar ainda mais o papel da Alta Direção para o sucesso do Sistema de Gestão da Qualidade por meio do reconhecimento mais profundo do ambiental no qual a organização está inserida. Especificamente três requisitos merecem destaque em relação a esta finalidade:

  • Contexto da organização (4.1);
  • Entendimento das necessidades e expectativas das partes interessadas (4.2);
  • Ações para abordar riscos e oportunidades (6.1).

Com a aplicação prática destes três requisitos a organização terá o conhecimento exato do seu posicionamento no ambiente de negócio que atua, uma vez que ela saberá quais são as questões internas e externas que impactam no seu negócio e no seu Sistema de Gestão da Qualidade, bem como a sua relação com as partes interessadas. Este conhecimento permitirá a organização a identificar os riscos e as oportunidades associadas ao seu negócio, e como implementar ações para abordá-los adequadamente.

Apesar da versão 2015 da ISO 9001 não determinar explicitamente, é difícil imaginar que os pontos destacados acima sejam implementados eficazmente sem o comprometimento ativo da Alta Direção da organização.

Assim, a organização também poderá implementar eficazmente outro ponto de alteração relevante da ISO 9001:2015: o planejamento para alcançar os objetivos da qualidade. Estes objetivos (derivados da política da qualidade) devem agora ser planejados em relação ao seu alcance pela organização. Ou seja, novamente se faz necessário que a Alta Direção participe ativamente já que estes objetivos têm relação direta com a satisfação dos clientes da organização.

Mesmo com o prazo de 3 anos estabelecidos pela ISO para conversão da certificação, a organização precisa já iniciar as adequações necessárias porque, conforme vimos, são alterações profundas e com impacto direto na estratégia da organização e na sua cultura organizacional.

Muito mais do que alterações em seu Sistema de Gestão da Qualidade, a organização deverá realizar um processo intenso de autoconhecimento para ser bem sucedida na implementação das alterações propostas pela ISO 9001:2015.

Artigo escrito por: Ricardo Caldas
Graduado em Administração de Empresas, auditor líder em Sistemas de Gestão da Qualidade conforme a norma ISO 9001; Coordenador Técnico da SGS ICS Certificadora para programas de auditoria de 2ª parte, com revisão técnica de relatórios de auditoria e qualificação de equipe auditora.
Instrutor da SGS Academy para temas relacionados à Qualidade e Gestor Técnico para o curso Formação de SGQ.

Consulte também a matéria: A NOVA VERSAO DA ISO 9001