Skip to Menu Skip to Search Contate-nos Brazil Sites e Idiomas Skip to Content

O mercado exige cada vez mais habilidades segurança de alimentos e está sempre em busca de inovar e se renovar para seguir as tendências e as exigências de seus consumidores.

Devido a essas constantes atualizações, a área de segurança de alimentos enfrenta novos desafios diariamente com o objetivo de garantir a qualidade e a segurança do produto final, assegurando que todas as normas de produção estão sendo seguidas e que a saúde do consumidor não está sendo colocada em risco.

Para estar sempre a par dessas atualizações e se certificar de que os alimentos que chegam à mesa do consumidor estão seguindo um padrão de qualidade, é essencial que o profissional busque o constante desenvolvimento de suas habilidades segurança de alimentos, fazendo com que a evolução constante não somente da área, mas também do mercado, seja apenas uma motivação a mais.

Hoje, apresentaremos 5 passos muito importantes para ter habilidades na área de segurança de alimentos. Pronto para começar? Pegue o seu bloco de notas e não deixe nenhuma informação escapar!

Passo 1: Estude as etapas da cadeia produtiva

As responsabilidades do profissional de segurança de alimentos vão muito além de analisar a qualidade somente do produto final. Isto é, quando falamos em assegurar a qualidade do que comemos, esse controle se dá desde a origem do alimento, até chegar ao mercado.

Por essa razão, é de extrema importância que você conheça muito bem as etapas da cadeia produtiva dos alimentos. Assim, poderá acompanhar o processo e a manipulação do alimento, fazendo com que quaisquer agentes que apresentem riscos à saúde, ou até mesmo à integridade física do consumidor, não passem despercebidos pelo controle de qualidade.

As etapas da cadeia produtiva podem variar de acordo com o tipo de alimento, a região de produção, e as necessidades do mercado local. Para não ser pego de surpresa por essas variações, conhecer diferentes tipos de processo faz toda a diferença.

Mesmo que esteja iniciando a sua carreira em segurança de alimentos, parte dessa experiência pode ser adquirida com muito estudo e dedicação.

Passo 2: Acompanhe a regulamentação

Esse pode parecer um passo óbvio, afinal, todo especialista de segurança de alimentos precisa conhecer as normas e regulamentos para exercer o seu papel.

Com tantas especificações, você pode se deparar com alguma eventualidade e ficar em dúvida sobre como o regulamento se aplica, já que, como sabemos, as etapas da cadeia produtiva podem variar de acordo com o alimento, fazendo com que o padrão seguido para garantir a segurança de um alimento não seja exatamente o mesmo seguido para outros tipos, uma vez que as irregularidades apresentadas no alimento podem surgir de diversos fatores (falaremos um pouco mais sobre esse assunto mais para a frente).

Por isso, para estar preparado, é essencial exercitar os seus conhecimentos e estudar a legislação, mantendo as informações sempre frescas e garantindo que você está seguindo tudo o que é necessário para certificar que o alimento não oferecer riscos ao consumidor. Quanto mais você se mantiver informado e a par da regulamentação, mais fácil será para identificar possíveis irregularidades no processo de produção. Assim, você não somente estará exercitando a sua memória, mas se certificará de que está sempre trabalhando conforme a regulamentação vigente.

Passo 3: Conheça as expectativas do consumidor

Cada vez mais, o consumidor vem reconhecendo a importância da área de segurança de alimentos para que não seja surpreendido de maneira negativa ao se alimentar. Para os que já passaram por essa experiência negativa, a preocupação é, com certeza, ainda maior. Como especialista da área, conhecer as expectativas do consumidor final te auxiliará na tarefa de compreender quais são seus principais critérios e anseios. Tendo esta compreensão, a sua análise de cada etapa da produção dos alimentos seja ainda mais detalhada.

Além disso, desenvolver essa habilidade em segurança de alimentos acerca das necessidades do consumidor também te ajudará a ficar mais atento a alguns processos, pois esse maior engajamento do consumidor em relação à segurança de alimentos também gera uma movimentação na indústria. Muitas marcas têm buscado atender a essas expectativas do consumidor seguindo um viés que gere um atrativo mais saudável em seus alimentos.

Sendo assim, conhecer essas expectativas te ajudará não somente a compreender as necessidades do consumidor, mas a se manter atento e, principalmente, a acompanhar à risca cada etapa da cadeia produtiva do alimento em questão, se certificando de que o atrativo visual não está sendo utilizado somente para movimentar as vendas, ou até mesmo para, de certa forma, compensar alguma outra irregularidade que o alimento possa ter apresentado durante a sua produção.

Passo 4: Saiba distinguir as irregularidades

Diversos fatores podem tornar um alimento inadequado para o consumo, e uma das responsabilidades do profissional de segurança de alimentos é saber identificar, especificamente, de qual fator estamos falando.

Acompanhar à risca cada etapa da produção de um alimento é essencial para identificar irregularidades apresentadas pelo alimento em questão. E, para te auxiliar ainda mais nesse momento, é muito importante que você obtenha um vasto conhecimento a respeito dos principais aspectos e/ou agentes que podem ser utilizados para apontar não somente as irregularidades, mas de que tipo elas são.

Essas irregularidades podem ser causadas por fatores desenvolvidos pelo próprio alimento ou por irregularidades geradas em uma etapa da produção. Especificando de forma mais clara, elas podem ser derivadas de agentes físicos (objetos), químicos (agrotóxicos, vermífugos), alergênicos, biológicos (vírus, fungos e bactérias), entre outros.

A contaminação microbiológica (salmonella, por exemplo) foi uma das grandes responsáveis por chamar mais atenção do consumidor a respeito da importância da segurança de alimentos. Afinal, saber que ingerir alimentos sem fiscalização adequada pode causar contaminação gera preocupação.

Estudar esses agentes fará com identifique-os com mais facilidade e precisão, fazendo com que o problema seja diagnosticado e tratado da maneira correta.

Passo 5: Invista em conhecimento

Todo profissional precisa continuar estudando e aprendendo para acompanhar o mercado. Quando falamos em segurança de alimentos, investir em conhecimento é importante para se manter como profissional de destaque e realizar a sua função com excelência.

Como vimos, a segurança de alimentos se mostra a cada dia mais importante para o consumidor. Além disso, com as constantes mudanças no mercado alimentício geradas pela economia, necessidades do consumidor, região em que o alimento será consumido e diversos outros fatores, investir em conhecimento é a melhor forma de adquirir uma bagagem profissional que irá te manter na ativa.

Estude, realize pesquisas, busque profissionais para compartilhar ideias e invista em cursos e treinamentos para ter as habilidades em segurança de alimentos. Assim, além de acompanhar o crescimento da área e as novidades do mercado, você contará com um currículo que te levará ainda mais longe!

Quer saber mais? Entre em contato:

SGS Academy
br.treinamento@sgs.com
11 3254 7834

Conheça aqui os cursos de Segurança de Alimentos