Skip to Menu Skip to Search Contate-nos Brazil Sites e Idiomas Skip to Content

Conforme Decisão de Diretoria Nº 038/2017/C de fevereiro de 2017 da CETESB, a amostragem deve ser utilizada durante as investigações em áreas contaminadas.

Uso de Amostradores Passivos em Compostos Orgânicos Voláteis

Sobre o uso de amostradores passivos durante a investigação confirmatória em áreas contaminadas, conforme Decisão de Diretoria Nº 038/2017/C de fevereiro de 2017 da CETESB, sua utilização se faz necessária nas situações em que foram determinadas incertezas quanto identificação, caracterização e localização de áreas fontes e/ou que não há nenhuma informação suficiente para definição destas possíveis áreas do Modelo Conceitual.

O amostrador WMS pode ser utilizado para coletas de ar ambiente, gases de solo ou também adaptado para outras amostragens, por períodos de 2, 5 ou até 24 horas (em alguns casos consegue-se estender em até uma semana). Possui membrana de PDMS (polidimetil siloxano), suportando a umidade e passando somente os VOCs para o carvão ativo por difusão. A adsorção é controlada pelo peso molecular de cada composto e a área de superfície da membrana.

Entre as principais vantagens do uso estão: baixo custo, facilidade na instalação e transporte, baixas expressões (unidade μg/m3), mínimo efeito na umidade, dispensa o uso de bombas.

Solução SGS em Amostragem Passiva para Compostos Orgânicos Voláteis

O grupo analítico do amostrador passivo são os Compostos Orgânicos Voláteis (VOC).

A SGS possui ampla expertise e infraestrutura de alta tecnologia, realizando a análise deste grupo de maneira quantitativa. Faça o download do passo a passo que desenvolvemos para você, e entenda mais sobre a Metodologia IT. 10-657.

CONTATE-NOS

comercial.ehs@sgs.com

11 4125 3044