Skip to Menu Skip to Search Contate-nos Brazil Sites e Idiomas Skip to Content

Veja os principais destaques dos avanços no combate às mudanças climáticas em Glascow:

A COP26 já acabou há duas semanas e diminuiu como resultado além do “Pacto Climático de Glasgow” ratificado pelos países membros da UNFCCC, também compromissos voluntários de muitos países em temas de extrema elevada. Veja os principais destaques:

REDUÇÃO DE CARVÃO E USO DE COMBUSTÍVEIS FOSSEIS

Pela primeira vez um documento oficial da Convenção Quadro das Nações Unidades para combate às mudanças climáticas trouxe em texto a necessidade de redução de fósseis fósseis e uso de carvão. Apesar de no momento, o texto foi abrandado, uma menção explicita à necessidade de redução e ligação de licençaçais ao aumento da temperatura média do planeta, sendo um último grande avanço em comparação à textos anteriores.

REGRAS DO MERCADO DE CARBONO - ARTIGO 6

Seis anos após a assinatura do Acordo de Paris, onde os países assumiram compromissos voluntários para aumentar a temperatura em até 2°C, um instrumento importante para ajudar na transição à economia de baixo carbono, o Mercado Global de Carbono, teve suas regras acordadas. O livro das regras de Paris, aprovado em Glasgow, abre caminho para as concessões de créditos de carbono entre países e processos que vão ajudar a estruturar o mercado global.

MANTER O AUMENTO DA TEMPERATURA GLOBAL MÉDIA EM 1,5 °C

O Pacto Climático de Glasgow ainda reconhece a necessidade de aumento de ambição e convoca aos países que revisem suas NDC (contribuições nacionalmente determinadas) para entrada de metas mais ambiciosas. A principal crítica ao Pacto Climático de Glasgow deve ao fato de mecanismos de perdas e danos, que são direcionados aos países mais vulneráveis que já apresentam com o impacto das mudanças climáticas, não foram remontados. Apesar disso, o resultado do acordo é positivo e abre caminho para ações de combate às mudanças climáticas.

COMPROMISSOS VOLUNTÁRIOS

Além dos resultados do texto oficial, acordos voluntários também foram destaques na primeira semana de COP, como o “Forest Deal”, que foi assinado por 105 países que se comprometem com fim do desmatamento até 2030. Acordos para redução de metano e do uso de carvão também foram firmados por um número grande de nações. Quem esteve presente em Glasgow entre os dias 01 de novembro e 13 de novembro também afirma que houve uma maior presença da importância da natureza nos debates que se deve muito aos serviços ecossistêmicos prestados pelas florestas, por exemplo e também aumento do debate em relação às ações de adaptação. Houve também uma grande participação da sociedade civil e empresariado, mostrando um grande engajamento de públicos diversos no tema.

PARTICIPAÇÃO DA SGS E BMV NA COP26

A SGS esteve presente em Glasgow, participando de um evento paralelo oferecido pelo Governo Escocês CivTech Alliance Global Scale Up Program. O Tesouro Verde, plataforma desenvolvida pelo Grupo BMV que tem a SGS como parceira estratégica e Certificadora Oficial, foi executada como uma das soluções com potencial de combate às mudanças climáticas em larga escala. O Tesouro Verde é uma Certificação de compensação de pegada ecológica a partir da originação de ativos da conservação florestal e da biodiversidade.

ENTRE EM CONTATO

Entre em contato conosco para obter ajuda de nossos especialistas.

Telefone: +55 11 3883 8880

SOBRE A SGS

A SGS é uma empresa líder mundial em inspeção , verificação , testes , certificação e treinamentos. Reconhecida como referência global em qualidade e integridade, uma ópera da SGS uma rede de mais de 2.600 escritórios e laboratórios em todo o mundo.